S2E5 | Banca ética e Investimento de Impacto | Nuno Brito Jorge | Go Parity

CORE Consultoria Responsabilidade Social

A CORE é uma consultora com uma missão social. O nosso objetivo implica o desenvolvimento de uma cidadania ativa e ética das empresas e organizações através dos seus investimentos na responsabilidade social e sustentabilidade numa visão de criação de valor partilhado e potenciando o máximo de impacto social e ambiental positivo.

28/02/2021

Obrigado por ouvir o episódio 15 do podcast conversas com impacto, o meu nome é Tiago Seixas e estou muito contente por lhe trazer novas entrevistas e ideias para ajudar a criar impacto social positivo.

Recuperamos um tema do segundo episódio deste podcast com Luís Jerónimo da Gulbenkian, onde abordámos o investimento de impacto. O futuro que já existia em 2019 acelerou-se com o efeito pandémico e o comeback terá que ser muito eficaz, sustentável e sistémico.

A era pós-COVID traz assim a Portugal, à Europa e ao resto do mundo uma oportunidade única para cimentar novas ideias, por isso urge encontrar soluções inclusivas, partilhadas e com um foco específico num bem comum ao mesmo tempo que potenciem o lucro individual.

Nos EUA o R3 record é um projeto ímpar, direcionado para 1/3 da população norte-americana com cadastro criminal e que tem por isso dificuldade em encontrar bons empregos, boas taxas de juro, e até boas habitações e dessa forma vivem a perpetuação das consequências do seu erro. O projeto prevê o financiamento individual e coletivo, fora dos grandes bancos, tendo em conta as expetativas e aspirações de cada individuo e com o objetivo de modificar a pobreza sistémica derivada das condenações.

Um exemplo ambiental em Portugal é a Cooperativa Coopérnico, onde pessoas individuais ou coletivas investem capital no desenvolvimento de projetos de energia limpa, implementados em instituições do terceiro setor. Através da venda da energia que produzem, estes projetos geram retorno para as entidades beneficiárias e para os seus investidores. O nosso convidado ajudou a fundar este projeto e foi mais além com a GoParity, uma fintech portuguesa, regulada pela CMVM.

A Goparity é uma plataforma com uma app que permite render até 8% por ano o montante investido em projetos alinhados com os 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. O investidor decide o montante e o dia em que quer fazer a transferência (automática) para a GoParity, e a plataforma trata do resto, garantindo a diversificação do investimento, permitindo aos investidores, verificarem o crescimento da conta poupança e o impacto criado, em CO2 evitado. Em quatro anos a Go Parity já investiu e viu nascer projetos de energia, turismo, mobilidade, e empreendedorismo sustentáveis, indústria do mar, desenvolvimento rural e economia circular em Portugal, no Brasil, na Colômbia, no Perú e no Uganda. Prepara-se também para chegar a Espanha e ao Congo. O objetivo desta fintech é criar um Banco Verde.

Falamos, pois, com Nuno Brito Jorge, engenheiro ambiental e entusiasta da inovação e sustentabilidade. Viveu no Brasil, Bélgica, Espanha, para além de Portugal e em 2008 deixou o seu trabalho de consultor em política energética e ambiental no Parlamento da EU, para ir de mochila às costas para a América do Sul durante nove meses.

Foi consultor de inovação e financiamento em Espanha, e geriu projetos de energia renovável em Portugal e é ainda membro da Direção da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, tendo ajudado a criar 5 empresas e atualmente é CEO da Gopartity.

Send in a voice message: https://anchor.fm/conversas-com-impacto/message

Também poderá gostar…

A igualdade de oportunidades promove um aumento do talento em toda a força de trabalho.

A igualdade de oportunidades promove um aumento do talento em toda a força de trabalho.

A investigação sugere que a RSE pode desempenhar um papel importante no avanço da equidade de género quando é projetada para as complexidades da vida real. O conhecimento da rede de desafios familiares, das comunidades e ao nível de políticas que moldam a experiência de uma mulher é fundamental para a implementação de uma programação eficaz de RSE. Essas dinâmicas de poder são complexas e desafiadoras, mas, ao melhorar a equidade de género, melhoramos os resultados para todos.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *