#Serviços

Sustentabilidade

Uma equipa com mais de 20 anos de experiência no apoio a empresas e organizações para garantir que contam com processos e sistemas mais eficientes e gerenciáveis, que permitem compatibilizar os requisitos do negócio com os requisitos das partes interessadas, associados à: qualidade, saúde e segurança, gestão ambiental, responsabilidade social e aos objetivos do desenvolvimento sustentável.

Quando necessita fazer melhor!

Envolvimento DE STAKEHOLDERS

A auscultação com Stakeholders é uma grande oportunidade para as organizações na promoção de um diálogo com os diversos públicos que afetam e são afetados pelas sua atividades e produtos/serviços.

CADEIA DE FORNECEDORES

As empresas que se comprometem com uma série de normas que são referentes à qualidade, segurança e compromissos socioambientais devem avaliar o comportamento dos seus fornecedores, selecionando aqueles que estiverem em conformidade com os valores da organização e as legislações vigentes. Isto é importante para garantir um processo produtivo responsável e que esteja inserido numa cadeia de valor comprovadamente sustentável. O compromisso socioambiental tornou-se num valor ético empresarial além de ser uma vantagem competitiva no mercado.

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO (ODS)

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU definem as prioridades e aspirações globais para 2030. Os ODS representam uma grande oportunidade de eliminar a pobreza e outras externalidades colocando o mundo numa trajetória mais sustentável.

O alinhamento aos ODS é incontornável para qualquer empresa, de qualquer dimensão e setor. Com 17 objetivos, 169 metas e 241 indicadores, as empresas devem encontrar as melhores oportunidades para dar resposta a estes desafios mundiais. Reforçámo-nos na equipa e know-how para apoiar as empresas na identificação das metas tangíveis e objetivas a que cada empresa, poderá e deverá dar resposta.

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE (GRI)

O reporte de sustentabilidade visa comunicar a abordagem estratégica e operacional relativa à incorporação do conceito de sustentabilidade no desenvolvimento do negócio e o desempenho ambiental, económico e social decorrente (consubstanciado em indicadores, metas/achievements e iniciativas). Constitui a face mais visível de uma abordagem de sustentabilidade sistemática, e consequentemente constitui um forte agregador de valor, sobretudo se decorrente de uma efetiva integração dos aspetos não financeiros da sustentabilidade no modelo de negócio.

Existem vários frameworks aplicáveis ao reporte de informação não financeira com os quais a nossa equipa tem trabalhado, dos quais se destacam as GRI Standards pela sua ampla utilização.

Avaliação de Ciclo de Vida (ACV)

A ACV é uma ferramenta de avaliação dos impactos associadas a um produto, serviço, processo ou material ao longo de todo o seu ciclo de vida, desde a extração e processamento da matéria‐prima até ao destino final, passando pelas fases de transformação e beneficiamento, transporte, distribuição, uso, reutilização, manutenção e reciclagem.

Redução e Mitigação de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) e PEGADA DE CARBONO

Um projeto de redução e mitigação das emissões dos GEE faz parte da gestão eficiente de uma empresa. Um projeto pode ajudar a identificar as principais oportunidades de redução nos processos, transporte e cadeia de valor.

A Pegada de carbono mede a quantidade total das emissões de gases do efeito estufa (GEE) causadas diretamente e indiretamente por uma pessoa, organização, evento ou produto.

Análise da materialidade

Uma análise da materialidade em sustentabilidade tem como objetivo identificar os impactos económicos, ambientais e sociais mais significativos (aspetos materiais) para a organização ou que influenciam substancialmente as decisões dos stakeholders. A análise de materialidade permite às organizações centrarem-se nas questões efetivamente cruciais para a prossecução das suas metas e gestão do seu impacto na sociedade e no meio ambiente.

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE

A definição, implementação e comunicação de uma estratégia de sustentabilidade pode assumir um papel relevante: (i) no modo como a Organização é percecionada pelo mercado; (ii) na capitalização (proporcionada pela adoção de uma abordagem sistemática e monitorizada) das iniciativas de gestão responsável do negócio que a Organização já vai realizando; e (iii) na robustez do próprio modelo de negócio (proporcionada por uma visão e gestão mais abrangente de riscos e oportunidades).

Neste contexto, as organizações têm cada vez mais consciência da necessidade de gerirem de forma eficaz e sistemática os aspetos sociais e ambientais inerentes às suas atividades, produtos e serviços e de o fazerem de forma orgânica e estrategicamente integrada no negócio, assente numa visão de criação e partilha de valor.

Para conseguir criar + valor e poder partilhar + valor é necessário definir e aplicar uma estratégia baseada no que é importante para o negócio e simultaneamente para as partes interessadas, definir objetivos e ações concretas, medir e comunicar a estratégia e os seus resultados.

A experiência

A CORE é mais do que a soma dos valores, competências e experiência dos seus consultores. Os projetos desenvolvidos pela CORE e pelos consultores que com ela colaboram já se cruzaram com um largo leque de Empresas e Organizações dos mais variados setores permitindo-nos ter uma ampla visão dos principais desafios de sustentabilidade inerentes aos respetivos negócios. Estas são algumas dessas Empresas e Organizações:

CONTACTE-NOS

8 + 11 =

Homes for Sale

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium

Commercial Properties

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium

List Your Property

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium
Share This